Embaixada americana socorre Bolsonaro e promete incluir o Brasil um dia na OCDE

Continuamos mantendo a declaração feita por Donald Trump em 19 de março sobre o apoio para que o Brasil se torne membro pleno da OCDE, informou a Embaixada americana em nota de dois parágrafos e sem dar prazo de quando isso ocorrerá

247 - A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil publicou uma nota em seu site tentando salvar Jair Bolsonaro ao anunciar que mantém o apoio do presidente Donald Trump ao Brasil como país membro pleno na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Continuamos mantendo a declaração feita por Donald Trump em 19 de março sobre o apoio para que o Brasil se torne membro pleno da OCDE, informou a Embaixada, porém sem dar prazo de quando isso acontecerá. 

A nota rebate notícia publicada pela Bloomberg, que informou que, segundo uma cópia de uma carta enviada ao secretário-geral da OCDE Angel Gurria em 28 de agosto, o secretário de Estado Michael Pompeo rejeitou um pedido para discutir mais ampliações do clube dos países mais ricos. 

"Os EUA continuam a preferir o alargamento a um ritmo medido que leva em consideração a necessidade de pressionar pelo planejamento de governança e sucessão", diz o texto da carta. Argentina e Romênia entraram seriam atendidos antes do Brasil na solicitação de entrar na OCDE, informa ainda o documento.

Confira abaixo a nota de dois parágrafos publicada no site da Embaixada dos EUA no Brasil horas depois após a polêmica sobre o assunto:

EUA mantém apoio à OCDE

A declaração conjunta de 19 de março do presidente Trump e do presidente Bolsonaro afirmou claramente o apoio ao Brasil para iniciar o processo para se tornar um membro pleno da OCDE e saudou os esforços contínuos do Brasil em relação às reformas econômicas, melhores práticas e conformidade com as normas da OCDE. Continuamos mantendo essa declaração.  

Apoiamos a expansão da OCDE a um ritmo controlado que leve em conta a necessidade de pressionar as reformas de governança e o planejamento de sucessão. Continuaremos a trabalhar com outros membros da OCDE para encontrar um caminho para a expansão da instituição. Todos os 36 países membros da OCDE devem concordar, por consenso, com o calendário e a ordem dos convites para iniciar o processo de adesão à OCDE”.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247