Eslováquia concorda em pagar gás russo em rublos

“ Não podemos ficar sem gás ”, enfatizou o ministro da Economia da Eslováquia, Richard Sulik, instando o resto da Europa a buscar conjuntamente uma solução

www.brasil247.com -
(Foto: Leonardo Attuch)


RT - A Eslováquia pagará pelo gás natural russo em rublos se isso for necessário para manter a mercadoria fluindo, disse o ministro da Economia da Eslováquia, Richard Sulik, em rede nacional.

“ Se houver uma condição para pagar em rublos, pagaremos em rublos ”, disse Sulik. Ele enfatizou que as importações russas representam cerca de 85% de todo o fornecimento de gás eslovaco, de modo que as autoridades do país permanecerão pragmáticas sobre o assunto.

“ Não podemos ficar sem gás ”, enfatizou Sulik, instando o resto da Europa a buscar conjuntamente uma solução.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quase todos os países da União Europeia, da qual a Eslováquia é membro, aplicaram sanções econômicas à Rússia no mês passado, colocando em risco a capacidade da Rússia de receber pagamentos de parceiros comerciais na moeda europeia. Em resposta, o presidente russo Vladimir Putin assinou na semana passada um decreto introduzindo um novo mecanismo de pagamento de gás rublo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Embora seja visto por alguns como indo contra os contratos de gás existentes, o mecanismo não implica uma mudança na moeda de pagamento. Ele permite que os compradores abram contas em rublos com o russo Gazprombank para facilitar a transferência de pagamentos de empresas europeias para fornecedores russos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o secretário de imprensa de Putin, Dmitry Peskov, “ de fato, nada mudará para as empresas europeias… , poderá receber os fundos na moeda nacional da Rússia. Apesar das extensas explicações, muitos compradores russos ficaram intrigados com a mudança. A reação inicial foi principalmente de protesto, com os países alegando que não pagariam pelo gás em rublos. No entanto, parece que isso não será necessário.

O ministro da Economia eslovaco, juntamente com vários outros políticos europeus, disse que a situação exige diversificação de fornecedores. Mas ele disse que isso pode levar anos, enquanto a Eslováquia tem apenas dois meses para resolver o problema atual com a compra de combustível.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email