'Estamos em guerra', afirma Piñera, presidente do Chile, assumindo discurso da ditadura

O presidente chileno, Sebastián Piñera, assumiu o discurso da ditadura, ao afirmar em uma coletiva de imprensa que o país está em guerra, devido às constantes manifestações. Já morreram dez pessoas

www.brasil247.com - Chile, manifestações
Chile, manifestações (Foto: Esteban Felix, Sputnik)


Sputnik - O Chile tem sido palco nos últimos dias de manifestações, com choques entre manifestantes e forças repressivas.

"Estamos em guerra contra um inimigo poderoso, implacável, que não respeita nada nem ninguém, que está disposto a usar a violência e a criminalidade sem nenhum limite", afirmou Sebastián Piñera relativamente aos protestos e distúrbios registrados no país.

Após uma nova jornada de mobilizações em Santiago, o mandatário realizou uma coletiva de imprensa para enviar uma mensagem ao povo, apontando principalmente contra "aqueles que têm o único propósito de produzir o maior dano possível".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Esta é uma batalha que não podemos perder, [por isso] o general Javier Iturriaga, chefe da Defesa Nacional, reuniu 9.500 homens (agentes das Forças Armadas) para salvaguardar a paz, a tranquilidade, os direitos e liberdades", assinalou Piñera.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As declarações do mandatário dizendo que o país está em guerra não foram bem recebidas pela oposição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Senhor presidente, você está mal, não estamos em guerra nem os manifestantes são inimigos", escreveu a deputada do Partido Socialista Maya Fernández.

Senhor presidente, você está mal, não estamos em guerra nem os manifestantes são inimigos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesta segunda-feira (21), os protestos devem continuar. A maior parte das escolas de Santiago estão fechadas e as organizações sociais convocaram uma greve geral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email