EUA impõem restrições sobre exportações para fabricante chinesa de chips SMIC

Governo Trump diz ter concluído que há um “risco inaceitável” de que os equipamentos fornecidos à empresa SMIC possam ser usados para fins militares

www.brasil247.com - Fabricação de chips
Fabricação de chips (Foto: Divulgação)


XANGAI/WASHINGTON (Reuters) - O governo dos Estados Unidos impôs restrições sobre exportações para a maior fabricante chinesa de chips, após ter concluído que há um “risco inaceitável” de que os equipamentos fornecidos à empresa possam ser usados para fins militares.

Fornecedores de certos equipamentos para a SMIC, ou Semiconductor Manufacturing International Corporation, agora precisarão requisitar licenças individuais de exportações, segundo uma carta do Departamento de Comércio com data de sexta-feira vista pela Reuters.

A SMIC é a segunda grande empresa chinesa de tecnologia a enfrentar restrições comerciais dos EUA, depois da gigante Huawei Technologies, cujo acesso a chips de alta tecnologia foi restrita depois que a companhia entrou para uma lista negra dos EUA.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Pentágono disse mais cedo neste mês que está avaliando colocar também a SMIC na lista negra, enquanto autoridades dos EUA identificaram uma ameaça devido à alegada “fusão” de tecnologias civis e militares.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Procurada para comentários, a SMIC disse que não recebeu qualquer aviso de autoridades sobre as restrições e afirmou que não tem laços com militares chineses.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A SMIC reitera que produz semicondutores e fornece serviços apenas para civis e usuários finais do setor comercial, além de clientes finais.”

O Departamento de Comércio recusou-se a comentar especificamente sobre a SMIC, mas disse que sua unidade de Indústria e Segurança está “constantemente monitorando e avaliando quaisquer potenciais ameaças à segurança nacional dos EUA e seus interesses em política externa”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email