EUA: não há provas sobre ligação entre atiradores e grupos organizados

A equipe do presidente Barack Obama ainda não encontrou provas de que os atiradores no tiroteio Califórnia faziam parte de um grupo organizado ou uma célula terrorista mais ampla, informou a Casa Branca em um comunicado; "A equipe do presidente também afirmou que eles, até o momento, não descobriram nenhuma indicação de que os assassinos faziam parte de um grupo organizado ou de uma célula terrorista mais ampla", trouxe o comunicado; o Estado Islâmico, no entanto, disse que o casal que matou 14 pessoas no eram seguidores do grupo 

Polícia e FBI investigam local de massacre em San Bernardino, na Califórnia. 03/12/2015 REUTERS/Mike Blake
Polícia e FBI investigam local de massacre em San Bernardino, na Califórnia. 03/12/2015 REUTERS/Mike Blake (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Reuters - A equipe do presidente Barack Obama ainda não encontrou provas de que os atiradores no tiroteio Califórnia faziam parte de um grupo organizado ou uma célula terrorista mais ampla, informou a Casa Branca em um comunicado.

"A equipe do presidente também afirmou que eles, até o momento, não descobriram nenhuma indicação de que os assassinos faziam parte de um grupo organizado ou de uma célula terrorista mais ampla", trouxe o comunicado.

A declaração acrescentou, porém, que a equipe tinha destacado "vários pedaços" de informação que "apontam para os perpetradores sendo radicalizados à violência".

Segundo o comunicado, o presidente se reuniu durante a manhã deste sábado (5) com o diretor do FBI James Comey, com a procuradora-geral Loretta Lynch, e com o secretário de Segurança Nacional Jeh Johnson.

Apesar do comunicado da Casa, o Estado Islâmico afirmou neste sábado (5), que o casal que matou 14 pessoas na Califórnia em ataque investigado pelo FBI como "ato de terrorismo" eram seguidores do grupo militante baseado na Síria e no Iraque (leia mais aqui).

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247