EUA prolongam sanções ao Irã e acusam país de 'patrocinador do terrorismo'

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, estendeu nesta quarta-feira (31/7) as sanções impostas ao programa nuclear iraniano e acusou o país persa de terrorismo

(Foto: Mandel Ngan/Pool via Reuters)

Sputnik - O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, estendeu nesta quarta-feira (31/7) as sanções impostas ao programa nuclear iraniano, segundo declarou a porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus. 

"Hoje, o secretário Pompeo prolongou as restrições ao programa nuclear do regime iraniano. A ação de hoje ajudará a preservar o controle sobre o programa nuclear civil do Irã, reduzirá os riscos de proliferação, limitará a capacidade do Irã de encurtar o tempo de acesso a uma arma nuclear e evitará que o regime restabeleça instalações para fins sensíveis à proliferação [nuclear]", disse Ortagus por meio de um comunicado.   

De acordo com o Departamento de Estado norte-americano, "o principal patrocinador do terrorismo no mundo continua a usar seu programa nuclear para extorquir a comunidade internacional e ameaçar a segurança regional".   

O governo estadunidense reafirma que está decidido a continuar negando ao Irã qualquer caminho para obter uma arma nuclear e assegura que vai usar todos os meios diplomáticos e econômicos para restringir as atividades nucleares de Teerã.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247