EUA sairão de tratado nuclear no momento certo, diz conselheiro da Casa Branca

Washington está avançando com seu plano para se retirar de um tratado nuclear, afirmou nesta terça-fera o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, sinalizando que uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, não mudou a opinião da Casa Branca

EUA sairão de tratado nuclear no momento certo, diz conselheiro da Casa Branca
EUA sairão de tratado nuclear no momento certo, diz conselheiro da Casa Branca (Foto: DENIS BALIBOUSE)

247, com Reuters - Washington está avançando com seu plano para se retirar de um tratado nuclear, afirmou nesta terça-fera o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, sinalizando que uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, não mudou a opinião da Casa Branca.

Bolton participou de uma reunião de 90 minutos com Putin no Kremlin, onde o presidente russo criticou os Estados Unidos pelo que descreveu como uma série de medidas gratuitas contra Moscou.

A Rússia já disse que se o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cumprir sua promessa de retirar o país do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, Moscou será forçada a responder na mesma medida para restaurar o equilíbrio militar.

Mesmo assim, falando em coletiva de imprensa após se reunir com Putin, Bolton não deu nenhuma indicação de mudança de opinião sobre o tratado.

"Há uma nova realidade estratégica", disse Bolton, afirmando que um tratado da época da Guerra Fria não satisfaz mais as exigências do mundo atual.

"O aviso formal de retirada ainda não foi cumoprido, mas isto será feito no momento adequado".

Mais cedo, em comentários iniciais durante a reunião com Bolton, Putin fez uma referência crítica aos Estados Unidos.

"Nós quase não respondemos às suas medidas, mas elas continuam vindo", disse Putin a Bolton.

"No brasão dos Estados Unidos há uma águia segurando 13 flechas em uma garra e um ramo de oliveira na outra. Minha pergunta é se sua águia devorou todas as azeitonas deixando só as flechas?".

Assinado pelo então presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, e pelo líder soviético, Mikhail Gorbachev, em 1987, o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário exigia a eliminação de mísseis nucleares e convencionais de curto e médio alcances pelos dois países.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247