EUA vão ampliar sua maior base militar no Oriente Médio

Numa escalada da presença militar dos Estados Unidos no Oriente Médio, o secretário de Estado do governo Trump, Mike Pompeo, anunciou no domingo (13) que seu país chegou a um acordo com o Catar para ampliar a base aérea de Al-Udeid, localizada a sudoeste da capital, Doha

EUA vão ampliar sua maior base militar no Oriente Médio
EUA vão ampliar sua maior base militar no Oriente Médio
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Sputnik - O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou no domingo (13) que seu país chegou a um acordo com o Catar para ampliar a base aérea de Al-Udeid, localizada a sudoeste da capital, Doha.

A base estadunidense de Al-Udeid, no Catar, é considerada a maior base militar dos EUA no Oriente Médio.

"Assinamos um novo memorando de entendimento sobre a expansão de nossa presença em Al-Udeid. Ela abriga milhares de militares norte-americanos e o quartel-general do Comando Central dos EUA (CENTCOM). Este lugar é fundamental para a segurança norte-americana", revelou Pompeo após assinar um acordo bilateral para ampliar a base militar.

"Somos todos mais poderosos quando estamos trabalhando juntos e quando as disputas são limitadas. Quando temos um desafio comum, as disputas entre países com objetivos partilhados nunca são úteis", declarou Pompeo durante uma coletiva de imprensa no Qatar.

O Catar se viu isolado desde que a Arábia Saudita, juntamente com o Bahrein e os Emirados Árabes Unidos, romperam relações diplomáticas com Doha em 2017, acusando-a de apoiar o terrorismo e promover laços estreitos com o seu rival regional Irã — acusações negadas por Doha.

O chanceler do Catar, Mohammed bin Abdulrahman al-Thani, por sua vez, disse que teria discutido com Pompeo a situação na Síria e a luta contra o terrorismo, entre várias outras questões de interesse mútuo.

"Mantivemos um diálogo extenso durante as sete reuniões da conferência de diálogo entre o Catar e os EUA e discutimos todas as questões de interesse mútuo, em particular, a crise entre os países do Golfo, a situação no Oriente Médio, as conversações sobre o Afeganistão, a situação na Síria e os esforços destinados a combater o terrorismo", revelou al-Thani em uma coletiva de imprensa após sua reunião com Pompeo.

Pompeo chegou a Doha em 13 de janeiro, proveniente de Abu Dhabi, aonde viajou como parte de sua turnê regional pelo Oriente Médio.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247