EUA vetam texto sino-russo em apoio a processo de paz coreano

Os EUA não deixaram passar no Conselho de Segurança da ONU o projeto de declaração da China e Rússia em apoio ao progresso na resolução da situação na península coreana, informou o porta-voz da missão permanente da Rússia na ONU, Fyodor Strzhizhovsky; "A decisão dos EUA de suspender os trabalhos sobre a iniciativa sino-russa sem qualquer discussão entre os membros do Conselho de Segurança da ONU coloca questões sobre as verdadeiras intenções de Washington em meio ao degelo nas relações intercoreanas", notou a missão diplomática russa

Os EUA não deixaram passar no Conselho de Segurança da ONU o projeto de declaração da China e Rússia em apoio ao progresso na resolução da situação na península coreana, informou o porta-voz da missão permanente da Rússia na ONU, Fyodor Strzhizhovsky; "A decisão dos EUA de suspender os trabalhos sobre a iniciativa sino-russa sem qualquer discussão entre os membros do Conselho de Segurança da ONU coloca questões sobre as verdadeiras intenções de Washington em meio ao degelo nas relações intercoreanas", notou a missão diplomática russa
Os EUA não deixaram passar no Conselho de Segurança da ONU o projeto de declaração da China e Rússia em apoio ao progresso na resolução da situação na península coreana, informou o porta-voz da missão permanente da Rússia na ONU, Fyodor Strzhizhovsky; "A decisão dos EUA de suspender os trabalhos sobre a iniciativa sino-russa sem qualquer discussão entre os membros do Conselho de Segurança da ONU coloca questões sobre as verdadeiras intenções de Washington em meio ao degelo nas relações intercoreanas", notou a missão diplomática russa (Foto: Aquiles Lins)

Sputnik Brasil - Os EUA não deixaram passar o projeto de declaração da China e Rússia em apoio ao progresso na resolução da situação na península coreana, informou o porta-voz da missão permanente da Rússia na ONU, Fyodor Strzhizhovsky.

Ele disse aos jornalistas que a delegação norte-americana bloqueou o projeto para a imprensa apresentado pela Rússia e China "em apoio ao progresso na regularização da situação na península coreana causado pelos recentes acordos relativos aos encontros entre os líderes da Coreia do Norte, EUA e Coreia do Sul ao mais alto nível".

"A decisão dos EUA de suspender os trabalhos sobre a iniciativa sino-russa sem qualquer discussão entre os membros do Conselho de Segurança da ONU coloca questões sobre as verdadeiras intenções de Washington em meio ao degelo nas relações intercoreanas", notou a missão diplomática russa.

Anteriormente, a Rússia e China propuseram a Pyongyang declarar uma moratória aos testes nucleares e lançamentos de mísseis, e a Seul e Washington — abster-se de manobras militares na região para estabilizar a situação na península, mas Washington ignorou a iniciativa.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247