Europa adota plano de emergência com cortes no abastecimento de gás à população

União Europeia pede que países membros economizem gás e o armazenem para o inverno, temendo que a Rússia corte completamente os fluxos

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS/Hannibal Hanschke)


Reuters - Os países da União Europeia que se preparam para novos cortes no fornecimento de gás russo aprovaram nesta terça-feira (26) um plano de emergência para conter a demanda, depois de fechar acordos de compromisso para limitar as reduções para alguns países.

A Europa enfrenta um aperto no fornecimento de gás a partir de quarta-feira, quando a empresa russa Gazprom disse que cortaria os fluxos através do gasoduto Nord Stream 1 para a Alemanha para um quinto da capacidade. 

Com uma dúzia de países da UE já enfrentando menores suprimentos russos, Bruxelas está pedindo aos Estados membros que economizem gás e o armazenem para o inverno, temendo que a Rússia corte completamente os fluxos em retaliação às sanções pela guerra na Ucrânia.

Os ministros da Energia aprovaram uma proposta para que todos os países da UE reduzam voluntariamente o uso de gás em 15% no período de agosto a março em relação à média de 2017-2021. 

Os cortes podem se tornar obrigatórios em uma emergência de abastecimento, desde que a maioria dos países da UE concorde. Mas os países concordaram em isentar várias indústrias do corte obrigatório de 15%. 

O ministro da Economia alemão, Robert Habeck, disse que o acordo mostrará ao presidente russo, Vladimir Putin, que a Europa permanece unida. "Você não vai nos separar", disse Habeck.

A Hungria foi o único país que se opôs ao acordo, disseram duas autoridades da UE.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse que a Rússia está cortando suprimentos para impor "terror de preços" contra a Europa.

"Usando a Gazprom, Moscou está fazendo todo o possível para tornar o próximo inverno o mais duro possível para os países europeus. O terror deve ser respondido - impor sanções", disse ele em um discurso em vídeo na terça-feira. 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email