Evo Morales aceita não participar de novas eleições para pacificar a Bolívia

“Temos que chegar a pacificar a Bolívia”, disse o ex-presidente em entrevista à Reuters na Cidade do México, onde está asilado desde que renunciou no domingo passado.

(Foto: REUTER)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O ex-presidente de Bolívia, Evo Morales, disse na sexta-feira que está disposto a não participar de novas eleições, uma vez que o governo de transição iniciou um diálogo com a oposição para tentar resolver a crise política no país.

“Temos que chegar a pacificar a Bolívia”, disse o ex-presidente em entrevista à Reuters na Cidade do México, onde está asilado desde que renunciou no domingo passado.

Morales, que diz ter deixado o cargo por um golpe de Estado, afirmou que se a Assembleia aprova sua renúncia à Presidência poderia voltar ao país como cidadão comum ou militante.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247