Evo Morales prevê vitória eleitoral de seu partido e defende sua participação na política boliviana

O presidente deposto da Bolívia Evo Morals está coordenando a partir de seu refúgio na Argentina a campanha eleitoral na Bolívia, com o propósito de que o seu partido, o MAS, retorne logo ao poder

Evo Morales
Evo Morales (Foto: REUTER)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O ex-presidente da Bolívia Evo Morales defendeu seu direito de envolver-se na política do país nesta terça-feira (17) e disse que faria campanha para ajudar seu partido, o Movimento ao Socialismo (MAS), a vencer novas eleições.

Em sua primeira entrevista coletiva desde que chegou à Argentina na semana passada, o líder de esquerda disse que planeja continuar ativo no MAS, pois considera vários nomes para candidatura nas próximas eleições.

“Não sou candidato. Não serei candidato como as coisas são, mas tenho o direito de fazer política”, disse Morales. “Estou convencido de que venceremos as próximas eleições novamente.”

Morales nomeou Luis Arce Catacora, seu ex-ministro da Economia, e Andronico Rodriguez, um importante chefe do sindicato dos produtores de coca, como potenciais candidatos à Presidência pelo MAS.

Uma data para as próximas eleições ainda não foi definida.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247