Evo Morales reassume presidência do MAS

O ex-presidente boliviano Evo Morales reassumiu a presidência do Movimento ao Socialismo (MAS), que definiu como "instrumento político mais importante" do país

Evo Morales chega a cidade de Chimore, em Cochabamba, um ano depois de ter se exilado fora da Bolívia nesta quarta-feira (11) .
Evo Morales chega a cidade de Chimore, em Cochabamba, um ano depois de ter se exilado fora da Bolívia nesta quarta-feira (11) . (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Evo Morales anunciou nesta terça-feira (17) ter sido eleito presidente do Movimento ao Socialismo (MAS), dias depois de ter regressado ao país após quase um ano de asilo político.

Em uma coletiva de imprensa na cidade de Cochabamba, Morales afirmou que foi nomeado por "consenso", após um debate dos dirigentes nacionais e municipais do Movimento ao Socialismo, Instrumento Político pela Soberania dos Povos (MAS-IPSP), nome completo do movimento.

​Dirigentes nacionais e municipais do MAS-IPSP e dos movimentos sociais decidem, por consenso, que eu assuma de maneira ativa a presidência do instrumento político mais importante da Bolívia.

O ex-presidente convocou para sábado (21) um congresso partidário de todo o país, para o qual foram convidados o presidente Luis Arce e o vice-presidente David Choquehuanca, entre outras autoridades.

​Convocamos os dirigentes nacionais de todos os setores, o presidente e vice-presidente do país, presidentes da Assembleia, prefeitos, governadores e outras autoridades, para um Congresso Nacional do MAS-IPSP, no dia 21 de novembro, que lançará as bases para a eleição dos candidatos às subnacionais.

Com isso, o MAS começará a trabalhar na seleção dos candidatos para as eleições municipais, programadas para 7 de março de 2021.

Nas chamadas eleições subnacionais, os bolivianos elegerão os governadores dos 9 departamentos e os dirigentes dos 337 municípios que compõem o país.

Ele ainda adicionou que a eleição dos candidatos do MAS nas eleições é baseada na busca da "libertação dos povos".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email