Exército dos EUA poderá recrutar pessoas com transtornos mentais, diz jornal

Com o objetivo de recrutar 80 mil soldados até setembro de 2018, o exército dos EUA poderá poderá recrutar pessoas com problemas mentais, escreveu o jornal norte-americano USA Today; segundo a publicação, a partir de agora o exército norte-americano poderá recrutar pessoas que praticavam automutilação, sofriam de transtorno bipolar, depressão, alcoolismo e vício em drogas 

U.S army soldiers arrive at a military base in the Makhmour area near Mosul during an operation to attack Islamic State militants in Mosul, Iraq, October 18, 2016. REUTERS/Alaa Al-Marjani
U.S army soldiers arrive at a military base in the Makhmour area near Mosul during an operation to attack Islamic State militants in Mosul, Iraq, October 18, 2016. REUTERS/Alaa Al-Marjani (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Sputnik Brasil

O exército dos Estados Unidos poderá recrutar pessoas com problemas mentais, escreveu o jornal norte-americano USA Today.

De acordo com o jornal, a partir de agora o exército norte-americano poderá recrutar pessoas que praticavam automutilação, sofriam de transtorno bipolar, depressão, alcoolismo e vício em drogas.

Segundo informa a edição, a decisão foi tomada com o fim de recrutar 80 mil soldados até setembro de 2018.

Anteriormente, em 2009, os Estados Unidos proibiram admitir recrutados com transtornos mentais por causa de vários casos de suicídios no exército.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247