Fabricantes da Sputnik V enviam pedido de certificação da vacina russa à OMS

Melita Vujnovic, representante da OMS na Rússia, informou que os fabricantes da vacina russa contra o novo coronavírus Sputnik V enviaram o pedido de certificação à sede da OMS

Ampolas da potencial vacina russa contra Covid-19 "Sputnik-V"
Ampolas da potencial vacina russa contra Covid-19 "Sputnik-V" (Foto: REUTERS/Tatyana Makeyeva)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - "A OMS ainda não se pronunciou sobre nenhuma vacina, porque as vacinas estão sendo avaliadas […] este é um tipo de certificação condicional que é feito em caso de pandemia. Todas as vacinas devem ser submetidas a essa certificação condicional, em primeiro lugar nos seus próprios países, e na Rússia isso já aconteceu […] atualmente sabemos que [os fabricantes da] Sputnik V enviaram pedido de certificação a Genebra, à sede da OMS", disse Vujnovic.

Falando sobre vacinas em geral, ela observou que elas não representam a cura das doenças, mas sim a sua prevenção.

Vujnovic não excluiu a possibilidade de se vacinar com a vacina russa se, no momento da vacinação, estiver no país.

"Me vacinarei com aquela que estiver disponível no país onde estou. Se estiver na Rússia, então serei [vacinada] aqui. Se estiver em casa na Sérvia, então tomarei a vacina que houver lá. Eu sempre me vacino com a vacina [do país] onde estou", disse a representante da OMS em entrevista à rádio Ekho Moskvy (Eco de Moscou).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247