Feito primeiro teste com passageiros de sistema de transporte a vácuo, duas vezes mais rápido que um voo de jato (VÍDEO)

Em um sistema de transporte a vácuo, que usa levitação magnética para permitir uma viagem quase silenciosa, uma viagem entre Nova York e Washington levaria apenas 30 minutos

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O Virgin Hyperloop completou a primeira viagem de passageiros do mundo em um sistema de transporte a vácuo de alta velocidade, afirmou a empresa no domingo (8), reporta a agência Reuters.

A empresa já havia realizado mais de 400 testes sem passageiros humanos em Nevada, EUA, mas este foi o primeiro teste com pessoas.

Os executivos da Virgin Hyperloop Josh Giegel e Sara Luchian participaram do passeio, que ocorreu no local de teste DevLoop, no deserto perto de Las Vegas, Nevada, EUA. A cápsula atingiu uma velocidade de 172 km/h.

Cápsula do Hyperloop carrega dois humanos através de um tubo a mais de 160 km/h pela primeira vez na história

"Tive o verdadeiro prazer de ver a história feita diante dos meus olhos", disse Sultan Ahmed Bin Sulayem, presidente da Virgin Hyperloop.

O Virgin Hyperloop, com sede em Los Angeles, EUA, prevê um futuro em que cápsulas flutuantes cheias de passageiros e carga são lançadas por tubos de vácuo a 966 km/h, ou ainda mais rápido.

​O primeiro teste de passageiro do Hyperloop

Em um sistema de transporte a vácuo, que usa levitação magnética para permitir uma viagem quase silenciosa, uma viagem entre Nova York e Washington levaria apenas 30 minutos. Isso seria duas vezes mais rápido que um voo a jato comercial e quatro vezes mais rápido que um trem de alta velocidade.

A empresa está trabalhando para obter a certificação de segurança até 2025 e as operações comerciais até 2030, garantem executivos da Virgin Hyperloop.

A canadense Transpod e a espanhola Zeleros também têm como objetivo melhorar as redes tradicionais de passageiros e cargas com tecnologia semelhante que, segundo eles, reduzirá o tempo de viagem, o congestionamento e os danos ambientais associados às máquinas movidas a petróleo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247