Fidel comemora 89 anos junto a aliados

O líder revolucionário cubano Fidel Castro comemorou nesta quinta-feira seus 89 anos junto a aliados do governo comunista que foram visitá-lo, na véspera de os Estados Unidos, antes o maior inimigo público de sua vida, reabrir uma embaixada em Cuba; ex-presidente da ilha foi fotografado dentro de um pequeno ônibus sentado junto aos presidentes da Bolívia, Evo Morales, e da Venezuela, Nicolás Maduro

Ex-presidente cubano Fidel Castro (direita) ao lado dos presidentes da Bolívia, Evo Morales (centro), e da Venezuela, Nicolás Maduro, dentro de um veículo em Havana, Cuba, nesta quinta-feira. 13/08/2015 REUTERS/Agência Boliviana de Información/Divulgação
Ex-presidente cubano Fidel Castro (direita) ao lado dos presidentes da Bolívia, Evo Morales (centro), e da Venezuela, Nicolás Maduro, dentro de um veículo em Havana, Cuba, nesta quinta-feira. 13/08/2015 REUTERS/Agência Boliviana de Información/Divulgação (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

HAVANA (Reuters) - O líder revolucionário cubano Fidel Castro comemorou nesta quinta-feira seus 89 anos junto a aliados do governo comunista que foram visitá-lo, na véspera de os Estados Unidos, antes o maior inimigo público de sua vida, reabrir uma embaixada em Cuba.

O ex-presidente da ilha foi fotografado dentro de um pequeno ônibus sentado junto aos presidentes da Bolívia, Evo Morales, e da Venezuela, Nicolás Maduro, vestido com uma roupa esportiva azul e listras brancas e um boné de beisebol.

Fidel fez breves declarações para uma rádio boliviana. "Para a Bolívia, todo o carinho do mundo e minha admiração", disse.

As comemorações em homenagem a Fidel, que governou Cuba durante 49 anos até ser substituído por seu irmão mais novo Raúl em 2008, incluíram concertos, exposições de artes e mostras fotográficas no país.

"Estou muito contente... em compartilhar e acompanhar nosso irmão mais velho Fidel Castro em seu aniversário. Admiro-o e o quero bem, aprendi muito com ele durante o comando sindical, quando era deputado e depois como presidente", disse Morales a jornalistas locais após chegar ao aeroporto.

Tudo aconteceu um dia antes de o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, chegar a Havana na sexta-feira para liderar a reabertura formal da sede diplomática dos Estados Unidos após os dois países terem firmado, em julho, uma reaproximação histórica.

(Por Nelson Acosta, com reportagem adicional de Daniel Ramos, em La Paz)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email