Filho de Alberto Fernández, Dyhzy mudará documentos para ser identificado como gênero não binário

País aprovou a incorporação da letra X nos Documentos Nacionais de Identidade (DNI) e nos passaportes, de modo a identificar oficialmente os cidadãos não-binários, que não se identificam nem com o sexo feminino nem com o masculino

Dyhzy
Dyhzy (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dyhzy, filho do presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou nesta quinta-feira (22) que mudará seus documentos para passar a ser identificado como do gênero não binário.

Na quarta-feira (21), a Argentina decretou a incorporação da letra X nos Documentos Nacionais de Identidade (DNI) e nos passaportes, de modo a identificar oficialmente os cidadãos não-binários, ou seja, cidadãos que não se identificam nem com o sexo feminino nem com o masculino.

Por meio de transmissão via rede social, Dyhzy disse: "quando o Estado reconhece uma lei, essa lei vai se naturalizando. Hoje não é diferente, não chama a atenção ver um casal homossexual se casando, pois se aprovou o matrimônio igualitário. Esse tipo de direito é necessário ser reconhecido pelo Estado. Mais do que falta, as pessoas precisam primeiro se descontruir, mais gente vai naturalizar isso. Obviamente que existe gente do mal: transfóbica, homofóbica”.

PUBLICIDADE

O filho do presidente, identificado como Estanislao em seus documentos, disse que também mudará o nome, informou o jornal Perfil: "nunca na minha vida eu me senti identificado com esse nome".

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email