Fujimori, o retorno

Keiko, filha do ex-presidente Alberto, tem 52% das intenes de voto no Peru e favorita contra Humala

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Uma pesquisa divulgada hoje mostra que a candidata de centro-direita Keiko Fujimori retomou a liderança na corrida presidencial no Peru. O levantamento feito pela empresa Datum mostra Keiko com 52,1% de apoio, contra 47,9% do nacionalista de esquerda Ollanta Humala, levando-se em conta apenas os votos válidos. O segundo turno no Peru está marcado para o dia 5 de junho.

Levando-se em conta os votos gerais, Keiko tem 45,4% das intenções e Humala conta com 41,8%, sendo que os 13,8% restantes continuam indecisos ou pretendem anular ou votar em branco. O voto é obrigatório no Peru. O jornal Peru21 publicou um comentário que diz que "o interessante é que o segmento de eleitores indecisos continua a cair e já quase chegou à média histórica de 12%". A pesquisa ouviu 1.211 pessoas no dia 15 e tem margem de erro de 2,8 pontos porcentuais para mais e para menos.

O Eurasia Group, empresa de pesquisa de risco e consultoria política, disse que os erros recentes cometidos por Humala e as notícias negativas divulgadas pela mídia sobre o candidato prejudicaram sua campanha. "Nós ainda achamos que mais eleitores indecisos vão optar por Humala, mas a vitória de Keiko Fujimori não seria uma surpresa", disse Erasto Almeida em relatório.

Keiko Fujimori, de 35 anos, é filha do ex-presidente Alberto Fujimori, que governou o Peru entre 1990 e 2000, e atualmente está preso por conta de crimes cometidos na sua administração. Já Humala, de 48 anos, concorreu à presidência em 2006 e quer aumentar o papel do Estado na economia.

A pesquisa da Datum descobriu que 54,8% dos peruanos acreditam que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, colabora financeiramente com a atual campanha eleitoral de Humala, que nega receber fundos do líder do país vizinho. As informações são da Dow Jones.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email