George Soros: "esta crise na Ucrânia pode ser o início da Terceira Guerra Mundial"

O ex-financista também afirmou que a "civilização pode não sobreviver" à guerra na Europa e que "única maneira de preservar nossa civilização é derrotar Putin"

www.brasil247.com - George Soros e a guerra na Ucrânia
George Soros e a guerra na Ucrânia (Foto: REUTERS)


247 - O ex-financista George Soros afirmou que "esta crise na Ucrânia pode ser o início da Terceira Guerra Mundial e a civilização pode não sobreviver a ela". 

No Fórum Econômico Mundial, que teve início no domingo (22), em Davos, na Suíça, o investidor húngaro disse que "a dependência da Europa dos combustíveis fósseis russos continua excessiva, devido em grande parte às políticas mercantilistas adotadas pela exchanceler Angela Merkel". 

>>> Aos 98 anos, Kissinger defende que Ocidente aceite a entrega do Donbass à Rússia

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"O mundo está cada vez mais engajado em uma luta entre dois sistemas de governança que são opostos um ao outro: a sociedade livre e a sociedade cerceada", acrescentou Soros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Portanto, devemos mobilizar todos os nossos recursos para encerrar a guerra mais cedo. A melhor e talvez única maneira de preservar nossa civilização é derrotar Putin o mais rápido possível. Essa é a linha de fundo”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As tropas russas entraram em solo ucraniano no dia 24 de fevereiro. A Rússia, governada pelo presidente Vladimir Putin, é contra a entrada da Ucrânia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), liderada pelos Estados Unidos, que tentam ampliar a influência em algumas regiões da Europa.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email