Gols mais bonitos de Coutinho na Europa

Philippe Coutinho não vem fazendo a melhor das suas temporadas. Em 2018/2019 foram apenas 11 gols marcados com a camisa do Barcelona e apenas 5 pela Seleção Brasileira

(Foto: Mundo)

247 - Philippe Coutinho não vem fazendo a melhor das suas temporadas. Em 2018/2019 foram apenas 11 gols marcados com a camisa do Barcelona e apenas 5 pela Seleção Brasileira. Enquanto ainda restam dois jogos da Copa América — caso o Brasil avance para a final —, é bem difícil que o jogador consiga igualar os números da temporada 2017/2018, quando marcou 14 gols pelo Barça, 11 pela Seleção e mais 10 pelo Liverpool, time que ainda defendia em 2017.

Apesar dos números fracos no último ano (faça suas apostas aqui), Coutinho fez seu nome desde que estreou como profissional pelo Vasco, em 2009. Não é a toa que sua transferência para do Liverpool para o Barcelona foi a contratação mais cara da história do clube, chegando na casa dos 130 milhões de euros.

O crescimento no Barça

Philippe deu um passo à frente, coincidindo com uma campanha decisiva em sua carreira. Ele chegou no Barcelona em janeiro de 2018 disposto a deixar seu nome gravado na galeria de mitos esportivos do clube. Com 26 anos, o meia carioca ainda tem tempo para oferecer as melhores temporadas de sua carreira e você pode ganhar dinheiro com isso, usando o código promocional betfirst.

Determinado, perfeccionista, absolutamente focado em sua vida profissional e com um ambiente saudável e regulado em que ele sustenta seus sucessos, Coutinho já se adaptou ao futebol espanhol jogando no Camp Nou.

Derrota contra o Levante por 5x4

Coutinho abriu o placar em favor do FC Barcelona com um grande gol, depois de passar por Dembélé. Seus 6 gols nos últimos seis jogos da temporada 2017/2018 (1 na final da Copa del Rey e 6 nos cinco dias que fecharam a liga) comprovaram sua espetacular atuação ofensiva.

Há uma partida que exemplifica a progressão exponencial de Coutinho, precisamente, o desafortunado 5-4 contra o Levante que terminou com a série invicta do Barça. Com Leo Messi ausente, o brasileiro colocou a equipe atrás dele. Foi nesse jogo que executou seu primeiro chapéu com a camisa do time espanhol.

Na Ciutat de València, houve uma penalidade e uma falta na frente da área, em uma posição ideal para um especialista como Coutinho, mas os dois lances foram executados por Luis Suárez.

Vendo esta situação, os recordes de Philippe ainda têm mais mérito, pois, com exceção do gol de penalidade na final da Copa del Rey, Coutinho não tem tido a sorte em seu favor, com lances com a bola onde o brasileiro é especialista. É uma situação muito parecida com a que vive na Seleçao, onde Neymar Jr. é o arremessador oficial de faltas e penalidades.

Empate com o Celta por 2x2

Há duas informações que mostram sua força em seus primeiros meses no Barcelona: ele é o jogador de futebol da Liga que mudou de equipe em janeiro com o maior número de gols marcados; e, no segundo turno, Coutinho terminou sua primeira temporada no Barça como o terceiro artilheiro máximo, atrás de Leo Messi e Luis Suárez, que fizeram 45 e 31 gols respectivamente.

A melhoria dos registros de pontuação também se materializa no número de assistências dadas: foram 17. Desde janeiro, foram nove apenas no Barcelona (cinco na Liga e quatro na Copa del Rey). Eles são muito semelhantes ao início da temporada no Liverpool, onde ele fez 8 assistências: 6 em 14 jogos da Premier League e 2 na fase de grupos da Liga dos Campeões. Somando metas e assistência, o internacional brasileiro tem desempenhado um papel importante na fabricação e execução de 41 gols.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247