Governo da Alemanha decide prorrogar lockdown até 7 de março

A medida foi anunciada após uma reunião entre a chanceler Angela Merkel e os governadores dos 16 estados do país

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(ANSA) - O governo da Alemanha decidiu nesta quarta-feira (10) estender o lockdown em todo o país até 7 de março, em mais uma medida para tentar conter os números da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A medida foi anunciada após uma reunião entre a chanceler Angela Merkel e os governadores dos 16 estados do país. As autoridades estão preocupadas, principalmente com a propagação das novas variantes da Covid-19, e avaliam que a flexibilização do bloqueio precisa ser cautelosa e gradual.

Segundo o governo do estado alemão de Baixa Saxônia, ficou determinado que a reabertura do comércio ocorrerá em março, mas somente nas regiões onde a incidência semanal por 100 mil habitantes atingir o patamar de 35 novos casos do coronavírus Sar-CoV-2 por sete dias.

Até agora, a meta indicada era uma média de 50 infecções por cada 100 mil moradores, mas o Instituto Robert Koch pediu para diminuí-la.

Mais cedo, um documento obtido pela emissora pública alemã "Deutsche Welle" revelou que a prioridade da Alemanha é a reabertura de creches e escolas. A data de retorno das aulas, porém, será decidida pelos líderes regionais.

Entre as novas regras, o governo Merkel determinou que os salões de cabeleireiros poderão voltar a funcionar a partir do dia 1º de março, sob condições rígidas de prevenção.

Essa é a terceira prorrogação do lockdown, decretado no fim do ano passado para evitar a propagação da Covid-19. Desde então, o país europeu fechou o comércio, escolas, bares, restaurantes e outros estabelecimentos em todo o território alemão.

Conforme dados do último boletim oficial, a Alemanha registrou hoje 8.072 casos novos de coronavírus e mais 813 mortes, elevando o número total de óbitos a 62.969. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email