CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Governo Obama pede que Europa evite ruína na Grécia

O governo do presidente dos EUA, Barack Obama, alertou a Europa nesta quarta-feira, 8, que permitir que aconteça uma ruína econômica e financeira na Grécia seria um erro geopolítico; secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, disse que tem feito contato constante com autoridades europeias em relação à crise da dívida grega, que ameaça levar Atenas a sair da zona do euro e aumentar as dificuldades para o povo grego; "Acredito que o desconhecido é um risco à economia da Europa e do mundo ... acredito que geopoliticamente é um erro"

Imagem Thumbnail
O governo do presidente dos EUA, Barack Obama, alertou a Europa nesta quarta-feira, 8, que permitir que aconteça uma ruína econômica e financeira na Grécia seria um erro geopolítico; secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, disse que tem feito contato constante com autoridades europeias em relação à crise da dívida grega, que ameaça levar Atenas a sair da zona do euro e aumentar as dificuldades para o povo grego; "Acredito que o desconhecido é um risco à economia da Europa e do mundo ... acredito que geopoliticamente é um erro" (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

WASHINGTON (Reuters) - O governo do presidente dos EUA, Barack Obama, alertou a Europa nesta quarta-feira, 8, que permitir que aconteça uma ruína econômica e financeira na Grécia seria um erro geopolítico.

O Secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew, disse que tem feito contato constante com autoridades europeias em relação à crise da dívida grega, que ameaça levar Atenas a sair da zona do euro e aumentar as dificuldades para o povo grego.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Há muitos (elementos) desconhecidos se isso chegar a um lugar que arruíne completamente a Grécia", disse Lew. "Acredito que o desconhecido é um risco à economia da Europa e do mundo ... acredito que geopoliticamente é um erro."

Lew, falando em evento sobre estabilidade financeira dos EUA, disse também que o país está mantendo um olhar próximo à venda generalizada no mercado acionário da China, e que espera que a turbulência no mercado não atrase a agenda de reforma econômica da China.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Ele disse que o incidente levanta questões sobre quão rapidamente a economia chinesa crescerá no longo prazo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO