Grã-Bretanha deve deixar Malvinas, diz Fidel

O Reino Unido "no tem nada o que fazer aqui", disse o ex-presidente cubano

Grã-Bretanha deve deixar Malvinas, diz Fidel
Grã-Bretanha deve deixar Malvinas, diz Fidel (Foto: REUTERS)

O ex-presidente cubano Fidel Castro declarou que o Reino Unido não tem outra opção a não ser deixar as Ilhas Malvinas, cuja soberania é reivindicada pela Argentina. O Reino Unido "não tem nada o que fazer aqui", disse Fidel, citado pelo periódico cubano Juventude Rebelde, único a circular no país aos domingos. "Ir embora é a única coisa que resta" aos britânicos, prosseguiu o ex-presidente.

Fidel fez os comentários sobre a situação nas Malvinas no sábado durante um encontro de nove horas com intelectuais que estão em Cuba para a 21ª edição da Feira Internacional do Livro de Havana. "É tão descarado o que fizeram. Até mandaram um barquinho, um destroier, um helicóptero com um príncipe que é piloto", disse Fidel ao escritor argentino Miguel Bonasso, presente no auditório.

Na sexta-feira, o chanceler argentino, Héctor Timerman, denunciou perante a Organização das Nações Unidas (ONU) o envio de um submarino nuclear britânico ao Atlântico Sul. As informações são da Associated Press.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247