Grã-Bretanha diz buscar “solução diplomática” com o Equador

Governo ainda se recusa, porém, a conceder salvo conduto a Julian Assange e insiste em extraditá-lo para a Suécia

Grã-Bretanha diz buscar “solução diplomática” com o Equador
Grã-Bretanha diz buscar “solução diplomática” com o Equador (Foto: REUTERS/Erick Ilaquize)

247 – A Grã-Bretanha disse estar buscando uma "solução diplomática" com o Equador para decidir o destino do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, refugiado na embaixada do país sul-americano em Londres. Nesta segunda-feira, o governo britânico reafirmou que não concederá salvo conduto ao jornalista australiano, mesmo diante do asilo diplomático concedido por Rafael Correa, e insiste em extraditá-lo para a Suécia, onde ele responde pelo crimes de estupro e assédio sexual.

"Esperamos chegar a uma solução diplomática e estamos fazendo o que podemos para chegar a isso", disse o porta-voz do premiê britânico, David Cameron. Pela lei do país, disse o porta-voz, tendo esgotado todas as opções de recursos, eles seriam obrigados a extraditá-lo. "Vamos continuar conversando com o governo equatoriano e outros para tentar achar uma solução diplomática", acrescentou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247