Grã-Bretanha veta anúncio retocado de Julia Roberts

Parlamentar britnico afirma que imagens exageradas da LOreal poderiam contribuir para problemas com a autoimagem dos consumidores

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com agências internacionais – A Grã-Bretanha vetou anúncios das marcas Lancôme e Maybelline, da empresa L'Oreal, com fotos da atriz Julia Roberts e da modelo Christy Turlington. As imagens manipuladas por computador foram consideradas enganosas. A denúncia foi feita pelo parlamentar Jo Swinson, do partido Liberal Democrata britânico. Para ele, as propagandas não são representativas dos resultados que os produtos podem alcançar e poderiam contribuir para problemas com a autoimagem dos consumidores.

O órgão regulador da publicidade britânica, Advertising Standards Authority concordou que as imagens eram exageradas e violavam seu código de conduta. Segundo a BBC, a empresa francesa admitiu que a imagem de Christy Turlington, que promovia uma base anti-envelhecimento, foi alterada para clarear a pele, limpar a maquiagem, diminuir sombras escuras ao redor dos olhos, deixar os lábios mais lisos e escurecer as sobrancelhas. No entanto, a L'Oreal disse que ela refletia precisamente os resultados que o produto poderia ter na pele.

Já no anúncio da Lancôme, o grupo francê afirmou que mostrava Julia Roberts em sua pele naturalmente saudável e brilhante. Eles disseram ainda que o produto anunciado precisou de 10 anos para ser desenvolvido. Mesmo assim, a L’Oreal foi obrigada a retirar as imagens de circulação no País.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email