Guarda Costeira da Grécia ataca e tenta afundar bote com refugiados sírios (Vídeo)

Em meio à nova crise dos refugiados sírios em direção à Europa, agentes da Guarda Costeira grega foram filmados atacando imigrantes do país árabe. Agentes tentaram afugentar e afundar o bote com refugiados sírios utilizando varas pontiagudas de metal e disparando tiros próximos à embarcação

Guarda Costeira grega abre fogo contra bote de refugiados sírios
Guarda Costeira grega abre fogo contra bote de refugiados sírios (Foto: vídeo sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Em meio à nova crise dos refugiados sírios em direção à Europa, agentes da Guarda Costeira grega são filmados atacando imigrantes do país árabe.

Dias após o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciar a abertura de suas fronteiras com a UE para o êxodo de refugiados sírios em direção ao bloco, um vídeo mostrou a ação da Guarda Costeira da Grécia para deter a entrada dos refugiados em seu território.

As imagens teriam sido liberadas pelas autoridades da Turquia, segundo o tabloide Daily Mail, enquanto a ação se deu próximo ao litoral do resort turco de Bodrum.

Recorrendo a varas de metal e atirando para a água, os guardas gregos tentaram afugentar e afundar o pequeno bote com refugiados sírios, como é visto no vídeo abaixo.

Perguntado sobre o caso, um porta-voz da entidade grega disse que "nós não podemos fazer nenhum comentário" sobre o vídeo, reportou The Telegraph.

Grécia 'sob pressão'

Por sua parte, o governo grego acusou a Turquia de usar os refugiados sírios como um instrumento contra a Grécia.

"Estas [...] pessoas estão sendo usadas pela Turquia como joguetes para exercer pressão diplomática [...] A presente situação é uma ameaça ativa, séria, severa e assimétrica para a segurança nacional [da Grécia]", publicou a Reuters a fala do porta-voz do governo grego, Stelios Petsas.

Crise migratória

Enquanto isso, embates têm sido reportados na fronteira turco-grega, enquanto uma grande multidão de refugiados tenta entrar na União Europeia pela Turquia.

Erdogan afirmou que sua decisão de abrir as fronteiras com o bloco europeu tem como razão a "falta de compromisso" da UE com a crise dos refugiados sírios.

Pelo menos 3,7 milhões de sírios estão refugiados na Turquia, segundo Erdogan.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247