Guarda Real que ofendeu Kate Middleton está sob investigação

Alm de xingar a noiva mais famosa do mundo, ele manifestou racismo e potencial violento no Facebook



247_ Mais do que um integrante da Guarda Real enciumado, a polícia inglesa pode ter jogado luzes nesta segunda-feira 25 sobre um potencial terrorista. Afastado de suas funções no casamento do príncipe William e Kate Middleton, marcado para a sexta 29, Cameron Reilly, de 18 anos, afirmou em sua página no Facebook que Kate é uma “vaca arrogante” e uma “cadela riquinha”. Além disso, manifestou diversas expressões racistas contra negros, judeus e paquistaneses. Admitido na Guarda Real em 2010, ele tirou fotos com uma metralhadora nas mãos e beijando uma garrafa de vodka. Além disso, expressou uma profunda irritação com o casal real. “'Ela e William passaram de carro por mim na sexta e tudo o que eu recebi foi uma porcaria de aceno enquanto ela olhava pro outro lado, vaca arrogante idiota. Não sou bom o suficiente para eles! Cadela riquinha, concordo plenamente com vc nisso: quem dá a menor bola para ela'. O Ministério da Defesa informou que Reilly está sendo investigado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email