Hezbolah diz que pode atingir com mísseis qualquer ponto de Israel

O Hezbolah é capaz de atingir com seus mísseis qualquer ponto em Israel, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do partido que representa o movimento libanês de resistência, em entrevista ao jornal iraniano Al-Vefagh; ele acrescenta que os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra contra o Líbano; em 2006, Israel realizou devastadoras operações de guerra durante um mês contra o Líbano e foi derrotado pelo Hezbolah

Hezbolah diz que pode atingir com mísseis qualquer ponto de Israel
Hezbolah diz que pode atingir com mísseis qualquer ponto de Israel

247, com Sputnik - O Hezbolah é capaz de atingir com seus mísseis qualquer ponto em Israel, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do partido que representa o movimento libanês de resistência, em entrevista ao jornal iraniano Al-Vefagh.

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbolah", disse Qassem. Ele acrescenta que os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbolah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o chamado Estado Islâmico (Daesh, na sigla em árabe) e Frente al-Nusra. O secretário geral adjunto elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas e criticou os EUA pela obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento nacional de resistência libanês Hezbolah aumentaram nos últimos dias depois que em 4 de dezembro as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, destinada a destruir túneis do Hezbolah usados, segundo os israelenses, para canalizar militantes e armas na fronteira entre Israel e o Líbano.

Em 2006, Israel realizou devastadoras operações de guerra durante um mês contra o Líbano e foi derrotado pelo Hezbolah, quando esse partido-movimento fez amplo uso de uma rede de túneis para combater as tropas israelenses.

O Exército do Líbano, por sua vez, desqualificou as acusações de Israel chamando-as de como "meras alegações".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247