Hidroxicloroquina funciona para macacos, não em humanos, aponta pesquisa

Ao contrário da eficácia da hidroxicloroquina defendida por Jair Bolsonaro, pesquisadores dizem que, "a hidroxicloroquina mostrou atividade antiviral em células renais do macaco verde africano, mas não em um modelo de epitélio das vias aéreas humanas reconstituído"

Bolsonaro mostrando caixa de cloroquina e macacos verdes da África
Bolsonaro mostrando caixa de cloroquina e macacos verdes da África (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  Um estudo (em inglês) publicado nesta quarta-feira (22) na revista Nature, indica o que grande parte da comunidade científica já defende: a não eficácia do medicamento Hidroxicloroquina, defendida incisivamente por Jair Bolsonaro. 

Segundo reportagem do portal UOL, a pesquisa comprovou que  “a hidroxicloroquina mostrou atividade antiviral em células renais do macaco verde africano, mas não em um modelo de epitélio das vias aéreas humanas reconstituído".

"Nossos resultados não apoiam o uso de hidroxicloroquina, isoladamente ou em combinação com azitromicina, como tratamento antiviral para a covid-19 em humanos", ressaltaram os cientistas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247