Hillary atribui sua derrota a Vladimir Putin

A ex-secretária de Estado dos EUA e candidata à presidência pelo Partido Democrata, Hillary Clinton, está completamente segura de que a equipe do atual presidente dos EUA, Donald Trump, ajudou a Rússia a interferir nas eleições presidenciais em 2016 e que o presidente russo Vladimir Putin desejava sua derrota

Hillary Clinton
Hillary Clinton (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Sputinik

A ex-secretária de Estado dos EUA e candidata à presidência pelo Partido Democrata, Hillary Clinton, está completamente segura de que a equipe do atual presidente dos EUA, Donald Trump, ajudou a Rússia a interferir nas eleições presidenciais em 2016 e que o presidente russo Vladimir Putin desejava sua derrota.

Tal declaração foi feita em entrevista ao jornal USA Today, a propósito da publicação do seu novo livro "O Que Aconteceu" ("What Happened").

"A comunicação tinha lugar e existia algum entendimento [entre Trump e Rússia]", afirma Clinton.

"Não tenho dúvida absolutamente nenhuma de que a sede de campanha de Trump e seus assessores desenvolveram todos os esforços para ocultar as conexões com a Rússia", anunciou.

A ex-secretária de Estado dos EUA disse estar segura de que havia um conluio entre os membros da sede de campanha de Trump. "Creio na supremacia da lei e em provas, por isso não vou fazer quaisquer declarações fortes. Mas aquilo que soubemos desde aquele momento [as eleições presidenciais de 2016] faz-nos ficar preocupados", destacou.

 
A ex-candidata reconhece que ainda hoje se sente mal depois da derrota: "Vou sempre sentir-me de modo terrível devido ao que aconteceu, pois não consegui reagir a tempo e rapidamente ao que enfrentava". 

No seu novo livro "O Que Aconteceu" ("What Happened") a democrata Hillary Clinton revela todos os segredos da tempestuosa campanha presidencial americana de 2016, que a opôs a Donald Trump.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247