Tiroteio em supermercado de Buffalo, nos EUA, deixa ao menos 10 mortos, diz mídia

Atentado em Buffalo aconteceu em bairro predominantemente negro. Os ataques tiveram motivação racista e foram classificados pelas autoridades como um "crime de ódio"

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Google)


Sputnik - A NBC informou que um homem vestindo roupas de cunho militar, de 18 anos, entrou em um supermercado da rede Tops Friendly Markets depois das 14h30 (15h30 de Brasília) e abriu fogo com um rifle. Ao menos dez pessoas morreram.

O atirador transmitiu o atentado ao vivo pela plataforma de vídeos Twitch. O porta-voz da rede social confirmou a informação.

Os ataques tiveram motivação racista e foram classificados pelas autoridades como um "crime de ódio". Segundo oficiais, 11 das vítimas assassinadas eram negras. As duas outras mortas eram brancas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Stephen Belongia, agente do FBI em Buffalo, declarou que o caso vai ser investigado como "crime de ódio motivado por extremismo racista e violento".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O prefeito de Buffalo, Byron Brown, informou que o suspeito não morava na cidade e que viajou durante horas para cometer o atentado.

Um suspeito foi preso, segundo divulgou a polícia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao menos dois rifles foram apreendidos pelos agentes de segurança na sede da rede de supermercados.

Segundo a emissora de televisão, a governadora de Nova York, Kathy Hochul, disse que está "monitorando [o ataque ao supermercado] de perto" e ofereceu ajuda à polícia de Buffalo.

A porta-voz da rede de supermercados Tops Friendly Markets, Kathleen A. Sautter, se pronunciou por meio de um comunicado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Estamos chocados e profundamente entristecidos por esse ato de violência sem sentido e nossos pensamentos e orações estão com as vítimas e suas famílias. Nossa principal prioridade continua sendo a saúde e o bem-estar de nossos associados e clientes. Agradecemos a resposta rápida das autoridades locais e estamos fornecendo todos os recursos disponíveis para ajudar as autoridades na investigação em andamento", declarou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email