Homem tira selfie com bandeira do Daesh no coração de Nova York

A imagem sem precedentes foi tirada em frente do Museu Metropolitano de Arte, na emblemática Quinta Avenida; na foto, o suposto apoiante do grupo terrorista aparece com o rosto coberto por uma bandeira negra com as inscrições características do Daesh

A imagem sem precedentes foi tirada em frente do Museu Metropolitano de Arte, na emblemática Quinta Avenida; na foto, o suposto apoiante do grupo terrorista aparece com o rosto coberto por uma bandeira negra com as inscrições características do Daesh
A imagem sem precedentes foi tirada em frente do Museu Metropolitano de Arte, na emblemática Quinta Avenida; na foto, o suposto apoiante do grupo terrorista aparece com o rosto coberto por uma bandeira negra com as inscrições características do Daesh (Foto: Charles Nisz)

Sputinik Brasil - Um homem publicou uma selfie com uma bandeira do grupo terrorista Daesh, proibido na Rússia, tirada em pleno coração da cidade estadunidense de Nova York, acompanhando a imagem de uma frase ameaçadora: "Estamos em sua casa", informa o jornal Daily Mail.

Na fotografia, tomada na emblemática Quinta Avenida em frente ao Museu Metropolitano de Arte, o suposto apoiante do grupo terrorista aparece com o rosto coberto por uma bandeira negra com as inscrições características do Daesh.

A imagem, que tem circulado a Internet nas últimas horas, foi publicada pelos próprios terroristas em uma das redes sociais, acompanhada por uma série de cartões postais com ameaças de ataques contra a icônica cidade dos EUA.

Em um desses cartões postais, fornecido ao Daily Mail pelo grupo de monitoramento MEMRI, que afirmou não poder verificar sua autenticidade, aparece a imagem de um terrorista com uma faca na mão e uma inscrição que diz: "É mais barato do que uma motosserra".

Na publicação também figura uma cena de tomada de refém em uma igreja, com um Papai Noel ajoelhado diante de um terrorista que aponta sua arma para ele.

Em 11 de dezembro, houve uma explosão em um corredor subterrâneo que liga a estação de metrô de Times Square ao terminal de ônibus Port Authority de Manhattan.

A polícia deteve a pessoa responsável pela explosão e identificou-a como Akayed Ullah, de origem bengali. O homem, de 27 anos, tinha uma bomba caseira presa ao seu corpo, tendo esta dado detonado e causado quatro feridas, entre os quais o próprio atacante, que foi quem sofreu os ferimentos mais sérios.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247