Império L’Oréal em pé de guerra; de novo

Filha s turras com a me; depois de ver sua casa invadida por um juiz e policiais, a octagenria Liliane considerada incapaz de responder por seus interesses



✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Roberta Namour, correspondente Brasil 247 em Paris _ A família Bettencourt está novamente em guerra. Embora tenham se reconciliado em dezembro do ano passado, ao assinarem um acordo, mãe e filha voltam a se afrontar. Françoise Bettencourt-Meyers, apoiada por seus dois filhos, entrou ontem com novos pedidos no tribunal de tutelas de Courbevoie visando assegurar a proteção judicial de Liliane, a herdeira do grupo L’Oréal. Coincidência ou não, a ação aconteceu no mesmo dia de uma invasão do juiz Jean-Michel Gentil, acompanhado por policiais e médicos especialistas, à casa da octagenária, às 8h da manhã. Ela se encontrava de pijama no quarto, ainda se convalescendo de uma operação de fêmur, a que foi submetida em janeiro. Depois de duas convocações infrutíferas, no dia 26 de maio e no dia 6 de junho, Gentil colocou em prática a operação para se assegurar do estado de saúde de Liliane.

No novo pedido ao tribunal de tutela, segundo o jornal Le Monde, Françoise Bettencourt-Meyers diz que temores inquietantes apareceram e indicam novos abusos contra os interesses da senhora Liliane Bettencourt. Em questão, estaria a proteção física da bilionária, mas também a gestão de seus bens. Além disso, a filha alega que algumas pessoas, entre elas o enfermeiro e médico da mãe, formariam um verdadeiro cordão de segurança visando distanciá-las. “Um círculo que se diz afetivo, em detrimento de sua família”, diz o texto. A ação de Françoise vem acompanhada de uma constatação do Ministério Público do estado frágil da herdeira da L’Oréal. Em um despacho datado de 25 de março deste ano, o juiz de Courbevoie estima que suas habilidades cognitivas foram claramente afetadas por uma doença cerebral, o que significaria uma impossibilidade de Liliane responder sozinha por seus interesses.

Os bens da bilionária estão atualmente sob a gestão de Pascal Wilhem, que possui um mandato de proteção desde o dia 20 de janeiro de 2011. Mas segundo a filha, ele estaria envolvido em um conflito de interesses. Como prova, ela afirma que Wilhem é também advogado do empresário Stéphane Courbit, que recebeu recentemente um aporte financeiro em sua empresa de Liliane Bettencourt.

continua após o anúncio

Em abril, a francesa declarou estar aliviada com o arquivamento do processo por abuso de fraqueza contra o fotógrafo e amigo íntimo François-Marie Banier, movido por sua filha. Com a página do escândalo virada, ela se voltou aos seus negócios e afirmou que o grupo L'Oréal estava mais do que nunca no centro de suas preocupações. “ Eu desejo dar continuidade a meu mandato de administradora porque eu sou a filha do fundador, o espírito da marca e a primeira acionária”, disse ela. Um mês depois, a bilionária vê sua vida novamente escancarada nas páginas dos jornais.

 

continua após o anúncio
continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247