Índia prepara exportação de vacinas contra Covid-19, mas Brasil fica fora da lista

Índia deverá iniciar a exportação de vacinas contra a Covid-19 nesta semanaa, mas o Brasil, que tenta comprar 2 milhões de doses do imunizante produzidas pelo instituto Serum, não conta da lista inicicial. Butão e Bangladesh serão os primeiros países beneficiados

(Foto: Abr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Índia deverá iniciar a exportação de vacinas contra a Covid-19 até a próxima quarta-feira, mas o Brasil, que tenta comprar 2 milhões de doses do imunizante da Astrazeneca em parceria com a Universidade de Oxford, produzidas pelo instituto Serum, não conta da lista. A informação é da agência Reuters. 

O primeiro lote a ser exportado pela Índia, um dos maiores produtores de insumos médicos do mundo, deverá ter o Butão como destino. Outros dois milhões doses da vacina serão enviados para Bangladesh na quinta-feira. "Bangladesh receberá 2 milhões de doses da vacina contra Covid-19 Oxford-AstraZeneca da Índia como uma doação em 21 de janeiro", disseram autoridades do governo de Bangladesh por meio de um comunicado. 

A Índia iniciou a vacinação de sua população no último sábado. Também na semana passada, o governo Jair Bolsonaro anunciou que um avião estaria decolando rumo à Índia para trazer as duas milhões de doses do imunizante produzido pelo instituto Serum. O voo, porém, foi cancelado, após autoridades indianas disserem que as exportações somente seriam feitas após a vacinação de sua população ter sido iniciada. 

 

Na segunda-feira, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, atribuiu o fracasso da inciativa brasileira ao “fuso horário” do país asiático e não soube detalhar quando a vacina será disponibilizada. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email