Inglaterra chama de ilegal confisco argentino nas Malvinas

A Grã-Bretanha disse que qualquer tentativa da Argentina de confiscar os ativos de companhias de petróleo que operam nas disputadas ilhas Malvinas, chamadas pelos britânicos de Falklands, será ilegal; no sábado, um juiz federal de Tierra del Fuego ordenou o confisco de US$ 156 milhões em contas bancárias, embarcações e outras propriedades de seis companhias de petróleo europeias e norte-americanas operando nas ilhas

A Grã-Bretanha disse que qualquer tentativa da Argentina de confiscar os ativos de companhias de petróleo que operam nas disputadas ilhas Malvinas, chamadas pelos britânicos de Falklands, será ilegal; no sábado, um juiz federal de Tierra del Fuego ordenou o confisco de US$ 156 milhões em contas bancárias, embarcações e outras propriedades de seis companhias de petróleo europeias e norte-americanas operando nas ilhas
A Grã-Bretanha disse que qualquer tentativa da Argentina de confiscar os ativos de companhias de petróleo que operam nas disputadas ilhas Malvinas, chamadas pelos britânicos de Falklands, será ilegal; no sábado, um juiz federal de Tierra del Fuego ordenou o confisco de US$ 156 milhões em contas bancárias, embarcações e outras propriedades de seis companhias de petróleo europeias e norte-americanas operando nas ilhas (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - A Grã-Bretanha disse nesta segunda-feira que qualquer tentativa da Argentina de confiscar os ativos de companhias de petróleo que operam nas disputadas ilhas Malvinas, chamadas pelos britânicos de Falklands, será ilegal.

No sábado, um juiz federal de Tierra del Fuego ordenou o confisco de 156 milhões de dólares em contas bancárias, embarcações e outras propriedades de seis companhias de petróleo europeias e norte-americanas operando nas ilhas, e o governo argentino disse que buscará o cumprimento da decisão judicial.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247