Irã acusa Arábia Saudita de estar por trás dos atentados de Teerã

A Guarda Revolucionária do Irã acusou a Arábia Saudita de estar por trás dos atentados terroristas de Teerã na manhã desta quarta-feira (7); três criminosos abriram fogo contra pessoas dentro do prédio do parlamento do Irã nesta quarta-feira (7). Logo depois, surgiu a notícia sobre tiros no Mausoléu do aiatolá Khomeini, um memorial ao fundador da República Islâmica do Irã situado ao sul da capital iraniana

Membros das forças iranianas correm durante ataque ao Parlamento em Teerã. 07/06/2017 Omid Vahabzadeh/TIMA via REUTERS
Membros das forças iranianas correm durante ataque ao Parlamento em Teerã. 07/06/2017 Omid Vahabzadeh/TIMA via REUTERS (Foto: Aquiles Lins)

Agência Sputnik Brasil - A Guarda Revolucionária do Irã acusou a Arábia Saudita de estar por trás dos atentados terroristas de Teerã na manhã desta quarta-feira (7).

Três criminosos abriram fogo contra pessoas dentro do prédio do parlamento do Irã nesta quarta-feira (7). Logo depois, surgiu a notícia sobre tiros no Mausoléu do aiatolá Khomeini, um memorial ao fundador da República Islâmica do Irã situado ao sul da capital iraniana.

O Ministério da Justiça iraniano informou que pelo menos 12 pessoas foram mortas e 39 ficaram feridas nos ataques ao parlamento e ao santuário.

Mais tarde, o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e reconhecido como terrorista pela ONU) reivindicou a responsabilidade pelos ataques, que levaram várias vidas e feriram dezenas de pessoas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247