Irã derrubou avião espião dos EUA não tripulado

Aeronave teria violado o espao areo do Ir ao longo da fronteira leste; segundo a agncia de notcias semioficial iraniana, era um RQ170, que est agora em poder das foras armadas iranianas

www.brasil247.com - Irã derrubou avião espião dos EUA não tripulado
Irã derrubou avião espião dos EUA não tripulado (Foto: Divulgação)


As forças armadas do Irã derrubaram um avião espião não-tripulado dos Estados Unidos que violou o espaço aéreo do país ao longo da fronteira leste, informou a agência de notícias oficial Irna neste domingo.

Uma autoridade militar não identificada citada pela agência alertou para uma forte resposta a qualquer violação do espaço aéreo do país por aviões teleguiados americanos.

"Um avião espião não-tripulado RQ170 foi derrubado pelas forças armadas do Irã. Ele sofreu pequenos danos e está agora em posse das forças armadas do Irã", disse a autoridade segundo a Irna. Nenhum outro detalhe foi publicado.

O Irã está em disputa com os EUA e seus aliados devido ao seu programa nuclear, que o Ocidente acredita ter o objetivo de desenvolver armas nucleares. O Irã nega a acusação, afirmando que seu programa nuclear é totalmente pacífico e tem o objetivo de gerar eletricidade e produzir isótopos para tratamento médico.

O Irã disse em janeiro que dois aviões espiões não tripulados que havia derrubado eram operados pelos EUA. O país realiza frequentes exercícios militares com o objetivo de mostrar habilidade em se defender contra um potencial ataque dos EUA ou Israel a suas instalações nucleares.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email