Irã diz que EUA terão 'pesadelo histórico' por ter assassinado o general Soleimani

O secretário do Conselho de Segurança Nacional do Irã, Ali Shamkhani, diz que seu país está considerando 13 cenários para responder ao assassinato do general iraniano Qassem Soleimani pelas mãos do Pentágono. Ele ressalta que oe EUA viverão um "pesadelo histórico"

"Trump assassino", diz o cartaz
"Trump assassino", diz o cartaz (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Autoridades iranianas dizem que os EUA vão sofrer um "pesadelo histórico" pelo assassinaro do general Qassem Soleimani. 

O governo analisa 13 cenários sobre como reagrr ao atentado, diz Ali Shamkhani, secretário do Consleho de Segurança Nacional, sem dar detalhes. 

Por seu turno, o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse que a contagem regressiva para a saída de Washington do Oriente Médio já começou, alertando que, se a região continuar a depender da presença dos EUA, uma guerra irá estourar e isso duraria várias gerações.  

As informações são do Rússia Today.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247