Irã inicia eleição legislativa sob boicote da oposição

Com lderes presos, reformistas pediram aos eleitores para que no compaream s urnas. Sufrgio se tornou em um voto plebiscitrio, de aprovao ou no do regime

Irã inicia eleição legislativa sob boicote da oposição
Irã inicia eleição legislativa sob boicote da oposição (Foto: Morteza NikoubazlREUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O Irã abriu suas eleições legislativas nesta sexta-feira. Os 48 milhões de eleitores do país foram convocados para o que é visto como um teste sobre quanto apoio o presidente Mahmoud Ahmadinejad tem entre os conservadores, que estão no poder.

As eleições para preencher os 290 assentos no parlamento estão sendo boicotadas pelos principais oposicionistas do Irã e por grupos reformistas - cujos líderes estão sob prisão domiciliar.

Esta é a primeira votação de âmbito nacional desde 2009, que reelegeu Ahmadinejad e provocou protestos generalizados da oposição, que apontou fraude no pleito. Após os protestos, o governo partiu para uma repressão sangrenta.

Observadores internacionais não foram autorizados pelas autoridades a entrar no país. O governo está determinado a mostrar a grande afluência às urnas como um sinal de apoio popular ao regime.

Pela primeira vez desde a Revolução Islâmica de 1979, os iranianos vão às urnas para eleger um novo Parlamento sob um boicote em massa da oposição. Com os principais candidatos da oposição na eleição presidencial de 2009 - Mir Hossein Mousavi e Mehdi Karoubi - sob prisão domiciliar, e o Movimento Verde, que eles lideravam, banido, os reformistas moderados e tecnocratas pediram aos eleitores para que não compareçam às urnas. As informações são da Dow Jones.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email