Irã pede que Biden abandone política de Trump de 'assédio ilegal'

Em reação ao resultado das eleições nos Estados Unidos, o Irã pediu a Washington que acabe com o assédio e recorra ao multilateralismo, à cooperação e ao respeito à lei

Ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif
Ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - “O povo americano se manifestou e o mundo está atento para ver se os novos líderes abandonam o desastroso assédio ilegal de Donald Trump e aceitam o multilateralismo, a cooperação e o respeito à lei”, disse o chanceler iraniano Mohamad Yavad Zarif, por meio de mensagem divulgada neste domingo em sua conta no Twitter, informa o site iraniano HispanTV.

Os comentários de Zarif foram feitos depois que as projeções da mídia dos EUA anunciaram na noite de sábado a vitória do democrata Joe Biden na eleição de 3 de novembro, sobre o presidente Donald Trump.

O Irã afirmou repetidamente, antes das eleições, que não estava interessado no resultado da disputa presidencial nos Estados Unidos, deixando claro que qualquer conversa com o vencedor ocorrerá apenas no âmbito do acordo nuclear, que Trump abandonou em maio de 2018.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247