Irã prende 41 suspeitos por ligação com ataques em Teerã

Autoridades do Irã prenderam 41 suspeitos em conexão com os ataques que aconteceram esta semana em Teerã, afirmou o Ministério do Interior; Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelas explosões e ataques armados ao Parlamento e ao mausoléu do fundador da República Islâmica, o aiatolá Khomeini, que deixaram 17 mortos na quarta-feira

Membros das forças iranianas correm durante ataque ao Parlamento em Teerã. 07/06/2017 Omid Vahabzadeh/TIMA via REUTERS
Membros das forças iranianas correm durante ataque ao Parlamento em Teerã. 07/06/2017 Omid Vahabzadeh/TIMA via REUTERS (Foto: Aquiles Lins)

ANCARA (Reuters) - Autoridades do Irã prenderam 41 suspeitos em conexão com os ataques que aconteceram esta semana em Teerã, afirmou o Ministério do Interior.

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelas explosões e ataques armados ao Parlamento e ao mausoléu do fundador da República Islâmica, o aiatolá Khomeini, que deixaram 17 mortos na quarta-feira.

"Com a ajuda de forças de segurança e das famílias dos suspeitos, 41 pessoas ligadas aos ataques e ao Daesh (Estado Islâmico) foram presas em diferentes províncias", informou o Ministério do Interior, segundo a TV estatal. "Muitos documentos e armamentos também foram apreendidos."

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247