Irã rechaça declaração final da cúpula do Golfo Pérsico

O Irã rejeitou a declaração final emitida pela 40ª cúpula do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC), que considerou imprudente e improcedente

Abbas Mousavi, porta-voz iraniano
Abbas Mousavi, porta-voz iraniano (Foto: Sputmik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Prensa Latina - Em uma resposta divulgada nesta quinta-feira (12) pela mídia local, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Abbas Mousavi, considerou que os pronunciamentos da cúpula do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) são um obstáculo à cooperação regional. 

O porta-voz garantiu que o texto surgiu das pressões exercidas por dirigentes do CCG que pediram uma união contra o Irã.  

Segundo Mousavi, eles devem responder por criar e fortalecer grupos terroristas no Iraque, Síria e Iêmen e também convidar potências estrangeiras para intervir em questões regionais.  

Nesse sentido, aproveitou a oportunidade para mencionar as propostas e os mecanismos do Irã, incluindo um acordo de não agressão, visando o diálogo como a Iniciativa de Paz de Hormuz.  

Mousavi condenou o apoio aberto do CCG ao terrorismo econômico imposto pelos Estados Unidos contra o Irã uma política óbvia contra a boa vizinhança, destacou.  

Em contraste com esta postura intervencionista, Teerã fez o convite a todos os atores da região a estabelecerem estabelecer negociações  sem a presença de atores de fora da área.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247