Irã testou míssil com capacidade nuclear, diz EUA

Os Estados Unidos confirmaram que o Irã testou um míssil de médio alcance capaz de usar armamentos nucleares; teste do armamento foi considerado como sendo "uma violação clara à resolução 1929 do Conselho de Segurança da ONU"; "Os Estados Unidos estão profundamente preocupados com o recente lançamento do míssil balístico do Irã", disse a embaixadora norte-americana na ONU, Samantha Power

Os Estados Unidos confirmaram que o Irã testou um míssil de médio alcance capaz de usar armamentos nucleares; teste do armamento foi considerado como sendo "uma violação clara à resolução 1929 do Conselho de Segurança da ONU"; "Os Estados Unidos estão profundamente preocupados com o recente lançamento do míssil balístico do Irã", disse a embaixadora norte-americana na ONU, Samantha Power
Os Estados Unidos confirmaram que o Irã testou um míssil de médio alcance capaz de usar armamentos nucleares; teste do armamento foi considerado como sendo "uma violação clara à resolução 1929 do Conselho de Segurança da ONU"; "Os Estados Unidos estão profundamente preocupados com o recente lançamento do míssil balístico do Irã", disse a embaixadora norte-americana na ONU, Samantha Power (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - Os Estados Unidos confirmaram que o Irã testou um míssil de médio alcance capaz de usar armamentos nucleares em uma "clara violação" à proibição do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas a testes de mísseis balísticos, disse uma autoridade sênior dos EUA nesta sexta-feira.

"Os Estados Unidos estão profundamente preocupados com o recente lançamento do míssil balístico do Irã", disse a embaixadora norte-americana na ONU, Samantha Power, em nota.

"Após revisar a informação disponível, podemos confirmar que o Irã lançou em 10 de outubro um míssil balístico de médio alcance capaz de usar armamentos nucleares", disse. "Esta é uma violação clara à resolução 1929 do Conselho de Segurança da ONU".

(Reportagem de Louis Charbonneau)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email