Iraque não apoiará sanções dos EUA contra Irã

O presidente do Iraque, Fuad Masum (foto), e o premiê Haider Abadi consideram difícil que as empresas locais cumpram com as sanções estadunidenses contra o Irã

Iraque não apoiará sanções dos EUA contra Irã
Iraque não apoiará sanções dos EUA contra Irã

247, com Prensa Latina - O presidente do Iraque, Fuad Masum, e o premiê Haider Abadi consideram difícil que as empresas locais cumpram com as sanções estadunidenses contra o Irã.

Em declarações ao canal de televisão Alhurra, Masum afirmou que os crescentes vínculos comerciais entre Bagdá e Teerã, dificultam a adesão iraquiana às decisões de Washington sobre a nação persa.

'A situação no Iraque, a natureza de suas relações com o Irã e os interesses mútuos farão com que seja difícil cumprir a política da Casa Branca', indicou.

Masum, de origem curda, defendeu a neutralidade iraquiana no conflito entre iranianos e estadunidenses.

O governo do presidente estadunidense, Donald Trump, reforçou sanções econômicas contra o Irã, em uma primeira rodada desde que Washington abandonou o acordo nuclear da nação persa com seis potências mundiais.

Na opinião do presidente iraquiano, o decreto contra o Irã afetará grande parte do Oriente Médio.

Por seu turno, o premiê Haider Abadi afirmou que seu país se absterá de acatar as sanções norte-americanas contra o Irã.

'O Iraque não fará parte das sanções dos Estados Unidos contra o Irã, mas protegerá seus interesses', disse Abadi, citado pela televisão local.

Por princípio, acrescentou, estamos contra embargos, bloqueios e sanções que só destroem sociedades, afirmou.

Em qualquer caso, a imposição de sanções econômicas estadunidenses contra Teerã constitui um erro estratégico. 'Não as apoiaremos', sublinhou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247