CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Israel amplia pressão sobre Teerã

Em vez de prestar solidariedade às vítimas do terremoto, premiê Benjamin Netanyahu diz que “ao Irã não pode ser permitida a obtenção de armas nucleares”

Israel amplia pressão sobre Teerã (Foto: Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Por Dan Williams

JERUSALÉM, 12 Ago (Reuters) - O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, disse neste domingo que a maior parte das ameaças à segurança do país se tornam menores diante da possibilidade de o Irã obter armas nucleares. Segundo a mídia israelense, Teerã tem intensificado os seus esforços para produzi-las.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os comentários do primeiro-ministro na reunião semanal de gabinete e as notícias de primeira página no liberal Haaretz, crítico de Netanyahu, e no jornal conservador Israel Hayom se dão em meio ao debate cada vez mais intenso sobre se Israel deve ou não atacar o Irã por causa de seu controverso programa atômico.

O debate desafia os apelos do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que disputa a reeleição e que pede mais tempo para a diplomacia internacional. Teerã diz que seu programa nuclear é pacífico e promete fortes represálias caso atacado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Nos comentários também transmitidos ao vivo pela mídia israelense, Netanyahu afirmou que "todas as ameaças dirigidas neste momento a Israel se tornam pequenas diante de outra ameaça, diferente em escopo, diferente em substância."

"Por essa razão, eu digo de novo que ao Irã não pode ser permitida a obtenção de armas nucleares", declarou Netanyahu.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Netanyahu também disse que Israel investe bilhões em defesa.

O Banco Central, por exemplo, tem feito simulações para o caso de "grandes crises", como uma guerra contra o Irã, disse Stanly Fischer, chefe do banco, a uma televisão israelense neste fim de semana.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os jornais Haaretz e Israel Hayom publicaram que o Irã teria feito progressos significativos para o desenvolvimento de armas nucleares, com base em fontes anônimas.

Amplamente conhecido por ter o único arsenal atômico da região, o Estado judeu vê um conflito nuclear com o Irã como uma ameaça mortal e há tempos tem ameaçado atacar seu arquirrival preventivamente.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os comentários sobre guerra têm, em parte, como objetivo endurecer as sanções internacionais contra Teerã. Alguns analistas especulam que Netanyahu esteja blefando.

Outros acham que é uma tentativa de mudar a opinião de ministros, militares e eleitores contrários a um ataque.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO