Israel responde a disparos na direção da Síria

As estratégicas colinas do Golã são um território sírio ocupado por Israel desde a guerra de 1967, e anexado em 1981 ao Estado judeu, sem reconhecimento internacional; Monitores da ONU vigiam a linha de cessar-fogo

Israel responde a disparos na direção da Síria
Israel responde a disparos na direção da Síria
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Maayan Lubell

Reuters - Tanques de Israel fizeram disparos na terça-feira na direção da Síria depois que soldados seus foram alvejados nas colinas do Golã, disse uma porta-voz militar, em mais um transbordamento da guerra civil síria.

"Tiros foram disparados contra uma patrulha das FDI (Forças de Defesa de Israel) na fronteira. Não foram causados danos ou feridos. Em resposta, as forças da FDI devolveram disparos precisos contra a fonte, e relataram um impacto direto", disse a porta-voz.

As estratégicas colinas do Golã são um território sírio ocupado por Israel desde a guerra de 1967, e anexado em 1981 ao Estado judeu, sem reconhecimento internacional. Monitores da ONU vigiam a linha de cessar-fogo.

Na semana passada, o Conselho de Segurança da ONU manifestou preocupação com o transbordamento cada vez mais frequente do conflito sírio no Golã.

Na terça-feira, um morteiro disparado durante os combates entre os rebeldes sírios e as forças do presidente Bashar al Assad caiu no Golã, segundo fontes militares.

Não ficou claro se esse foi um ataque deliberado contra as forças israelenses, e a porta-voz militar disse que é impossível saber se o disparo partiu dos rebeldes ou das forças de Assad.

O foguete caiu em um terreno aberto, perto de um assentamento israelense, e não deixou vítimas, segundo uma fonte militar.

Vários foguetes já caíram em território controlado por Israel, e em alguns incidentes as forças israelenses reagiram.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email