Itália e Albânia prendem 10 por suspeita de apoio ao terrorismo

 Dez pessoas suspeitas de apoiar o Estado Islâmico, incluindo italianos, albaneses e um canadense, foram presas em uma operação na Itália e Albânia, de acordo com a polícia italiana; os 10 foram detidos em três cidades italianas e um local não divulgado na Albânia, de acordo com uma nota da polícia, acrescentando que alguns eram suspeitos de ajudar militantes islâmicos italianos a chegar à Síria para lutar pelo Estado Islâmico

 Dez pessoas suspeitas de apoiar o Estado Islâmico, incluindo italianos, albaneses e um canadense, foram presas em uma operação na Itália e Albânia, de acordo com a polícia italiana; os 10 foram detidos em três cidades italianas e um local não divulgado na Albânia, de acordo com uma nota da polícia, acrescentando que alguns eram suspeitos de ajudar militantes islâmicos italianos a chegar à Síria para lutar pelo Estado Islâmico
 Dez pessoas suspeitas de apoiar o Estado Islâmico, incluindo italianos, albaneses e um canadense, foram presas em uma operação na Itália e Albânia, de acordo com a polícia italiana; os 10 foram detidos em três cidades italianas e um local não divulgado na Albânia, de acordo com uma nota da polícia, acrescentando que alguns eram suspeitos de ajudar militantes islâmicos italianos a chegar à Síria para lutar pelo Estado Islâmico (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - Dez pessoas suspeitas de apoiar o Estado Islâmico, incluindo italianos, albaneses e um canadense, foram presas nesta quarta-feira em uma operação na Itália e Albânia, de acordo com a polícia italiana.

Os 10 foram detidos em três cidades italianas e um local não divulgado na Albânia, de acordo com uma nota da polícia, acrescentando que alguns eram suspeitos de ajudar militantes islâmicos italianos a chegar à Síria para lutar pelo Estado Islâmico.

Foram detidos quatro italianos, cinco albaneses e um canadense. Eles são suspeitos de violar as leis antiterrorismo italianas, incluindo uma que proíbe viagens organizadas para apoiar grupos terroristas estrangeiros.

A investigação começou após a polícia descobrir que uma mulher italiana que se converteu ao islamismo foi para a Síria com o marido para se juntar ao Estado Islâmico. Investigações e prisões foram realizadas nas cidades de Milão e Bérgamo e na cidade toscana de Grosseto, onde foram presos os albaneses.

(Reportagem de Philip Pullella)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247