Japão pode declarar estado de emergência para 7 cidades, incluindo Tóquio, devido à pandemia

Governadores poderão solicitar ou ordenar o fechamento de escolas, colocar restrições quanto ao funcionamento de lojas de departamento, cinemas e outros locais de aglomeração, entre outras medidas

Tokyo, Japan
Tokyo, Japan (Foto: REUTERS/Issei Kato)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O governo japonês planeja declarar estado de emergência devido ao novo coronavírus em Tóquio e outras seis províncias já nesta terça-feira (7).

O governo vai ouvir a opinião de um painel de especialistas antes de fazer a declaração que será baseada em uma legislação aprovada recentemente.

A declaração de estado de emergência vai cobrir as seguintes províncias: Tóquio, Kanagawa, Saitama, Chiba, Osaka, Hyogo e Fukuoka. E deve permanecer em vigor por cerca de um mês.

A declaração vai dar aos governadores dessas províncias o poder de pedir que os moradores evitem saídas não essenciais e que permaneçam em casa. Os governadores também poderão solicitar que os moradores cooperem com as medidas de prevenção para evitar o alastramento do vírus.

Os governadores podem solicitar ou ordenar o fechamento de escolas, colocar restrições quanto ao funcionamento de lojas de departamento, cinemas e outros locais de aglomeração.

Terão ainda autoridade para usar terrenos e edifícios sem o consentimento dos proprietários para o estabelecimento de instituições médicas temporárias.

Em caso de emergência, os governadores podem ordenar que empresas de transporte e logística entreguem suprimentos e equipamentos médicos. E podem também expropriar suprimentos médicos caso necessário.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email