Jeremy Corbyn diz que Theresa May perdeu mandato e pede que ela 'vá embora'

Líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, afirmou nesta sexta-feira 9 que a primeira-ministra, a conservadora Theresa May, perdeu o mandato que esperava obter nas eleições antecipadas convocadas em abril e pediu que ela "saia", abrindo assim caminho para outro governo; "A primeira-ministra convocou estas eleições, pois queria um mandato. O que obteve foi a perda de cadeiras para os conservadores, perda de votos e perda de confiança", disse Corbyn, após garantir seu assento no distrito de Islington North, em Londres

Líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, afirmou nesta sexta-feira 9 que a primeira-ministra, a conservadora Theresa May, perdeu o mandato que esperava obter nas eleições antecipadas convocadas em abril e pediu que ela "saia", abrindo assim caminho para outro governo; "A primeira-ministra convocou estas eleições, pois queria um mandato. O que obteve foi a perda de cadeiras para os conservadores, perda de votos e perda de confiança", disse Corbyn, após garantir seu assento no distrito de Islington North, em Londres
Líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, afirmou nesta sexta-feira 9 que a primeira-ministra, a conservadora Theresa May, perdeu o mandato que esperava obter nas eleições antecipadas convocadas em abril e pediu que ela "saia", abrindo assim caminho para outro governo; "A primeira-ministra convocou estas eleições, pois queria um mandato. O que obteve foi a perda de cadeiras para os conservadores, perda de votos e perda de confiança", disse Corbyn, após garantir seu assento no distrito de Islington North, em Londres (Foto: Aquiles Lins)

Do Opera Mundi - O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, afirmou nesta sexta-feira (09/06) que a primeira-ministra, a conservadora Theresa May, perdeu o mandato que esperava obter nas eleições antecipadas convocadas em abril e pediu que ela "saia", abrindo assim caminho para outro governo.

"A primeira-ministra convocou estas eleições, pois queria um mandato. O que obteve foi a perda de cadeiras para os conservadores, perda de votos e perda de confiança", disse Corbyn, após garantir seu assento no distrito de Islington North, em Londres.

"Eu acho que isso é suficiente para que ela se vá", disse o líder trabalhista, que obteve 73% dos votos nos seu distrito.

Para Corbyn, os resultados são suficientes para que May "dê passagem para um governo que realmente represente todas as pessoas do país".

De acordo com as pesquisas de boca de urna divulgadas por três emissoras britânicas após o fechamento dos colégios eleitorais, o Partido Conservador obteria 314 cadeiras no Parlamento e não manteria a maioria absoluta que tinha até agora.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247